Dividindo Experiências - World Facility Management Day





O termo facilities manager, ou gerente de facilities, pode não ser muito conhecido. Mas o trabalho desempenhado por esse profissional é de extrema importância no ambiente dos empreendimentos imobiliários. Uma característica curiosa é que quando o trabalho é bem realizado, ele praticamente não aparece. Mas basta algum problema surgir que o profissional será o primeiro a ser convocado. Então, o que faz exatamente um gerente de facilities? Juliana de Amorim Araújo, colaboradora da INNOVA que atua na área e é responsável pelo Centro Empresarial Pasteur 154, no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, conta um pouco sobre sua experiência. "Por prioridade, ele trabalha para facilitar a vida dos colaboradores internos e externos", ou seja, faz isso para que todos os aspectos do empreendimento estejam funcionando corretamente: os elevadores, o ar condicionado, a iluminação, a higienização por conta dos protocolos de Covid, o recolhimento do lixo, o padrão no uniforme dos funcionários. Basicamente, tudo que compõe a experiência de um condômino desde o momento em que ele entra no edifício. Com bastante experiência na área, Juliana detalha o processo envolvido quando um novo contrato de gestão é fechado pela INNOVA. Assim, depois que toda a documentação é analisada, inicia-se a fase de visita ao empreendimento e de familiarização com cada detalhe, desde a metragem até as escolhas do proprietário em fazer a gestão apenas das áreas comuns ou também das áreas privativas. É um processo que envolve a compreensão das necessidades do cliente e também da realidade do edifício. "É um jogo de paciência, de querer ajudar. De pensar sempre fora da caixa com o objetivo de buscar a satisfação", conta Juliana. Ela diz ainda que é preciso estar atento a culturas e procedimentos diferentes que existem dentro de um mesmo empreendimento. Às vezes, ele é ocupado por empresas sem nenhuma relação entre si, cada uma delas com rotinas específicas. Em outros casos, empresas de um mesmo grupo estão instaladas em um único prédio, mas podem ter diretrizes opostas entre si, e cabe ao gerente de facilities estar atento para cada um desses detalhes, garantindo que tudo se realize de maneira fluída, visando sempre as necessidades do cliente. Com o know-how de quem já domina esses procedimentos, Juliana dá dicas para quem se interessa pela área. “Tem que conhecer um pouco de tudo. De compras até segurança do trabalho”. Segundo ela, é importante também reconhecer o papel fundamental de sua equipe. “A gente não faz nada sozinho. Por isso é preciso ter todos focados no mesmo objetivo”. Quando toda a equipe está na mesma página, a gestão se torna mais fácil e eficaz. “Muita gente é, na prática, um gerente de facilities e nem se dá conta”, brinca Juliana. Nesse contexto, o evento World Facilities Management Day foi criado com o objetivo de chamar a atenção do público quanto ao reconhecimento do trabalho envolvido na gestão dos empreendimentos. Neste ano, a comemoração será focada na resiliência do setor, mesmo após um ano tão desafiador como 2020. Assim, a organização Global FM responsável pelo evento comemorado no dia 12 de maio, reforça esta mensagem: “Com a renovada importância nos cuidados com a saúde humana, associada à sustentabilidade e resiliência dos espaços de trabalho, o facility manager foi colocado no centro das discussões sobre o retorno à normalidade”. Compartilhando esta ideia, a INNOVA gostaria de aproveitar a data para prestar uma homenagem a esses profissionais tão importantes e indispensáveis para todos nós.