As Profissões do Futuro

Quais serão as profissões do futuro? De tempos em tempos, as mudanças no mercado, as inovações tecnológicas e os novos hábitos e demandas da própria população fazem com que os postos de trabalho passem por profundas transformações. É um processo normal que acontece repetidamente ao longo da história.



Agora, vivemos um período de rápida transformação. A pandemia teve um papel determinante na aceleração de alguns processos de digitalização que talvez demorassem mais alguns anos para ganhar tração, e essa modernização tem um impacto direto nas profissões que serão mais exigidas nos próximos anos.


E quais serão elas? Há uma tendência muito clara que aponta na área de inteligência artificial, ciência de dados, desenvolvimento de softwares e analistas de big data. Especialistas do mercado de RH indicam que não faltarão oportunidades para esses profissionais, principalmente com a consolidação de novos modelos de negócio, como os serviços de streaming, os apps de delivery e novas redes sociais. Pesquisas indicam ainda que há uma escassez grande desse tipo de profissional, especialmente no Brasil.

Aqui no País também veremos uma demanda crescente no agronegócio. E engana-se quem ainda pensa que o setor é pouco digitalizado. Agrônomos serão imprescindíveis para ajudar os agricultores a produzir mais, de forma mais eficiente e sustentável, e ao mesmo tempo reduzir a necessidade do uso de agrotóxicos e outros produtos químicos.



Profissões tradicionais continuaram existindo e sendo bastante demandadas.


É o caso de médicos, profissionais de marketing e professores. O que acontece é uma atualização das habilidades exigidas. Médicos serão treinados também no uso de ferramentas de inteligência artificial, por exemplo, e quem trabalha com marketing precisará, cada vez mais, ter noções de estatística para identificar tendências.


É claro que com essas mudanças, outras profissões ficarão no passado. Uma pesquisa recente feita pela consultoria McKinsey apontou que até 100 milhões de vagas devem desaparecer nos próximos anos. São principalmente posições que exigem menor qualificação. Nesses setores, a transformação digital vai acabar substituindo a mão de obra humana por máquinas.


E até mesmo o setor imobiliário em que a Innova atua será afetado.


Especialistas acreditam que os condomínios empresariais receberão mais tecnologia, com máquinas substituindo alguns processos antes realizados por profissionais de carne e osso. Na recepção, por exemplo, os visitantes vão se identificar diretamente por totens de autoatendimento. É uma medida que foi adotada em alguns locais do mundo como forma de prevenção à Covid-19 e o impacto foi tão positivo que a mudança vai se tornar regra.


#innova