• post innova wide2.001

Dicas para seu condomínio economizar em 2020

O ano novo começou e todo condomínio, seja ele comercial ou residencial, deve ter entre suas metas reduzir os custos do empreendimento. Confira algumas medidas que podem trazer ótimos resultados.

– Redução de horas extras

A mão de obra e os encargos são responsáveis pela maior fatia dos gastos do condomínio e um dos maiores vilões são as horas extras de funcionários. Para evitar gastos desnecessários o ideal é montar uma escala de trabalho no esquema 5×1 (cinco dias trabalhados e uma folga), 7h20 por dia, com horários de 6h às 14h20, 14h20 às 22h40 e 22h40 às 6h.

No caso da escala da manhã e da tarde, os funcionários terão 1 hora de almoço/jantar. Para os funcionários da noite, paga-se a hora trabalhada com acréscimo de 50%. Zelador e auxiliares de limpeza trabalharão de segunda a sábado, exceto feriados, por 44 horas semanais, sem autorização de horas extras. Para os funcionários de limpeza, se houver necessidade de trabalho aos feriados e/ou domingos, fazer também a escala 5X1.

– Ajuste de personalidade

Cada condomínio deve fazer um exercício decompondo de forma técnica as despesas do condomínio tentando identificar quais são os custos necessários e quais são itens de conforto.

Um exemplo é um condomínio de uma torre em que há em seu quadro de funcionários dois profissionais de limpeza, um responsável em limpar os andares, enquanto o outro se encarrega da limpeza das demais áreas comuns.

A dica é ficar com apenas um funcionário de limpeza e os moradores se encarregarem de descer o próprio lixo, limpar o hall do seu andar e fazer um mutirão de limpeza da garagem.

Dependendo do perfil do condomínio, há outros ajustes que podem ser feitos, como abrir mão do vigia de rua, deixando a segurança concentrada na portaria, e repensar serviço de mensageiro e de recepção.

– Campanha de conscientização

A segunda maior fatia de gastos do condomínio engloba as contas de água e energia, que respondem por até 20% das despesas.

Uma campanha de conscientização pode ajudar muito na aplicação de boas práticas para uso racional das utilities, com programas educativos e parcerias. Por exemplo, é importante a conscientização dos moradores para atuar rapidamente nos casos de vazamentos, bem como observar todas as maneiras possíveis de economizar no consumo.

Os funcionários também devem estar engajados nas campanhas para, por exemplo, molhar as plantas com regador, ao invés da mangueira, e anotar o consumo de água diariamente em um mesmo horário, para identificar possíveis vazamentos.

– Reparo de válvulas e torneiras

Já existem no mercado empresas oferecendo um serviço de atualização das válvulas e torneiras do condomínio, inclusive nas unidades privativas, com a finalidade de gerar economia na conta de água. Estas empresas realizam o serviço de forma gratuita e recebem sobre a economia de água durante um período.

Depois de feita a troca dos itens, o condomínio deve fazer a regulagem periódica das torneiras, válvulas, descargas e caixas acopladas. A economia pode chegar a 15%”, explica.

– Economia de energia elétrica

Para reduzir a conta de luz, uma das recomendações é a instalação de sensores de presença nas áreas comuns, como halls, garagens e áreas com baixa circulação de pessoas.

A substituição de lâmpadas incandescentes e eletrônicas por LED é outra unanimidade. A troca de todo o sistema de iluminação por LED, representa uma economia, em média, de 25% a 30% em um ano, para um condomínio de uma torre.

É preciso também verificar se não há fuga de corrente elétrica, fazendo o reaperto em todos os quadros de energia, além de avaliar extensões e quadros de luz que, operando no limite, sobrecarregam os dispositivos.

– Renegociação de contratos

A revisão e renegociação dos contratos de manutenção e/ou prestação de serviços do condomínio, como portaria, limpeza, manutenção de elevadores, bombas, CFTV, e administradora de condomínio pode representar uma economia de até 9% dos custos condominiais.

Uma outra dica para reduzir o custo dos serviços contratados é convencer o prestador a não fazer o reajuste anual.

– Sempre fazer cotações com diferentes fornecedores

Utilizando as plataformas de cotações é possível disponibilizar a vários fornecedores o orçamento proposto, aumentando a concorrência.domínios.

Com isso os condomínios ainda encontram outras vantagens como não ficar presos a poucos fornecedores, diversificar os fornecedores a cada nova cotação e se manter atualizado sobre novos produtos e soluções que diminuem custo.

– Manutenção de limpeza de piscina

Normalmente, os condomínios destacam um profissional orgânico para fazer a limpeza e o tratamento químico de uma piscina, com raia de 15 a 20 metros, três vezes por semana a um gasto estimado entre R$ 1.300 e R$ 1.800 só de produtos, como cloro, algicida, controle de alcalinidade e pH etc, fora o acúmulo de função pela atividade.

A dica é contratar uma empresa especializada em manutenção, limpeza e tratamento químico da piscina, contemplando no mesmo contrato material e mão de obra. Dessa forma a economia anual pode chegar a 30%.

– Contratação de engenheiro para obras privativas

Ao contrário do que todos pensam, a contratação de um engenheiro civil responsável pelo recebimento da documentação, aprovação e acompanhamento das obras nas unidades é fundamental para um condomínio economizar.

Por mais que seja responsabilidade do proprietário da unidade, uma obra mal executada pela equipe de um condômino e sem acompanhamento de um responsável pode trazer sérias consequências e prejuízos.

Ter um engenheiro responsável que receba a documentação, que forneça os dados ao síndico para autorizar o início da obra e que acompanhe a obra pode poupar muita dor de cabeça e prejuízos ao condomínio.

– Análise dos custos acessórios

É recomendável que o condomínio avalie com sua administradora os valores cobrados à parte das taxas condominiais, os chamados “custos acessórios”, que, se não estiverem compatíveis com a realidade e perfil do condomínio, podem engolir muitos centavos.

O condomínio também deve renegociar as taxas bancárias como taxa do cartão de crédito, doc, ted etc e usar o máximo possível dos meios digitais, evitando gastos com materiais de expediente – a famosa papelada.

Para entender como podemos reduzir os custos e/ou aumentar a lucratividade do seu condomínio, envie um email para contato@innova.net.br ou ligue (11) 3755.3030.

Fonte: SindicoNet

Share this Post!

About the Author : Editor Innova


0 Comment

Send a Comment

Your email address will not be published.

2 + dezoito =